Archive from bloom



posted by maisa08.20.2018

Após um longo tempo de suspense, Phoebe Tonkin revelou que estará atuando na nova série de mistério, intitulada “Bloom“. Tonkin interpretará Gwen Reid, a versão jovem de uma atriz famosa. As gravações já foram iniciadas, porém sem muitos detalhes divulgados. Confira a matéria traduzida abaixo:

Jacki Weaver, Bryan Brown, Phoebe Tonkin, Ryan Corr, Daniel Henshall e Sam Reid lideram o elenco de Bloom, uma história de amor sobrenatural cheia de aventura, mistério e horror. Encomendado por Stan e produzido pela Playmaker Media, o drama de seis partes está agora filmando em Victoria, dirigido por John Curran em sua estréia na TV e Mat King, que está em pós-produção em Pine Gap para a ABC e Netflix.

Roteirizado por Glen Dolman, a série é passada um ano após uma inundação devastadora que matou cinco moradores em uma cidade do interior, onde uma misteriosa nova fábrica aparece com o poder de restaurar a juventude deles. É um milagre que algumas pessoas irão matar para manter em segredo. Depois que um terço dos moradores deixarem a cidade, os outros cem restantes ficam presos em uma espécie de purgatório, em busca de respostas e tentando encontrar o culpado. Weaver interpreta Gwen Reid, ex-atriz de sucesso que foi forçada a se aposentar por sofrer de Alzheimer de início precoce. Brown é seu marido Ray, um professor do ensino médio e ex-astrônomo que é o cuidador de Gwen.

Em seu primeiro papel Australiano desde Safe Harbor, Phoebe Tonkin é uma versão mais jovem de Gwen. Corr é Sam, um personagem com um passado sombrio, com Henshall como o primeiro-oficial Griffiths. John Stanton é Max, um agricultor solitário e deprimido que uma vez amou Gwen, com Sam Reid como o jovem Max. O elenco inclui Genevieve Morris, Anne Charleston, Terry Norris, Amali Golden, Nicki Sheils, Tessa Rose e Rod Mullinar.

Co-financiado pela Screen Australia e Film Victoria, a série é produzida por Sue Seeary (Amor da Criança, House Husbands, Bite Club) e filmada por Geoffrey Hall (WWake in Fright, Wolf Creek, Red Dog: True Blue). A Sony Pictures Television distribuirá a série globalmente.

Dolman, que vive em Los Angeles há vários anos, escreveu o drama adolescente High Life, que foi exibido no Nine Network, e co-escreveu a comédia animada CGI de John Stevenson, The Ark and the Aardvark.

“Eu fui perseguido com a ideia por vários anos desde as enchentes de Queensland, e vendo as imagens do ‘tsunami interior’ que devastou cidades que estavam completamente despreparadas, apesar da era tecnológica em que vivemos”, diz Dolman ao IF.

Acho que é uma característica muito humana acreditar que temos controle sobre nossas vidas e destinos, mas desastres naturais como esse provam o contrário. É a falsa noção de controle que muitas vezes nos impede de fazer o que realmente queremos, porque achamos que ainda temos muito tempo pela frente, incentivando-nos a fazer escolhas seguras das quais nos arrependemos mais tarde. Então, essa foi a gênese da ideia da “fonte da juventude”, uma oportunidade de ter sua “juventude” novamente – reavaliar o que é importante – mas nascer da tragédia de um desastre natural “.

Inicialmente, ele pretendia lançar o conceito para as emissoras norte-americanas porque duvidava que encontrasse uma casa na Austrália. Mas ele mencionou isso para David Maher e David Taylor, da Playmaker Media, que responderam imediatamente e o levaram para Stan. O projeto esteve em desenvolvimento por 18 mesesantes de receber o sinal verde.

Dolman está atuando como produtor executivo/showrunner, o que ele descreve como “um papel que consome tudo quando você está tentando escrever a série e perceber isso. Mas eu tenho uma grande equipe ao meu redor, uma equipe maravilhosa e tive o privilégio de aproveitar os talentos de alguns dos melhores escritores australianos para ajudar a aprofundar e desenvolver a ideia ao longo dos anos ”.

O diretor de conteúdo da Stan, Nick Forward, disse: “O elenco reunido, incluindo a notável Jacki Weaver, é uma prova da singularidade da visão de Glen, da escala da produção e do calibre da Playmaker e da Sony como nossos parceiros locais e internacionais no projeto.”

A chefe de produção da Screen Australia, Sally Caplan, acrescentou: “Glen fez um trabalho incrível na localização do gênero e estamos ansiosos para ver sua visão ganhar vida, especialmente com o elenco envolvido”.

Fonte: IF.

Tradução e Adaptação: Equipe PTBR.

1