Seja bem-vindo ao Phoebe Tonkin Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz Phoebe Tonkin. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu acima e divirta-se com todo o nosso conteúdo. O Phoebe Tonkin Brasil é um site feito por fãs. Esse site foi feito apenas para postar notícias para pessoas que como nós, admira seu trabalho e seu jeito. O PTBR não tem nenhuma intenção de lucro.

Estamos amando! Phoebe concedeu uma nova entrevista sobre o lançamento da sua marca Lesjour para o site Russh, confira a tradução abaixo:

A atriz Phoebe Tonkin lança a sua marca LESJOUR! de loungewear sustentável!

Atriz, ativista e agora líder de loungewear (roupas de lazer/confortáveis), Phoebe Tonkin anunciou o lançamento de sua marca sustentável, feita em Los Angeles, LESJOUR!

Criada nos estágios iniciais da quarentena, Tonkin escolheu assumir o controle de sua carreira que foi interrompida pelo COVID e do seu armário “home office” enganoso, trabalhando em sua linha de estréia em junho deste ano.

“O ‘Home Office’ criou uma mudança de paradigma na maneira como as mulheres pensam sobre como se vestir. Em 2020, as mulheres querem que seus armários sejam preenchidos com roupas multifuncionais de alto desempenho que trabalhem duro para nós – tanto quanto trabalhamos para comprá-las e desfrutá-las”, diz Phoebe Tonkin.

A linha de produtos LESJOUR! apresenta exclusivamente conjuntos de loungewear justos e elegantes com uma oferta de tamanho inclusivo, de XS – XXL. A sustentabilidade é o centro para cada decisão da marca, com a coleção de estréia oferecendo seis estilos em três cores: vermelho, preto e, em breve, ouro lurex.

Aqui conversamos com Tonkin sobre a criação da LESJOUR!, práticas sustentáveis, seu estado de espírito “felizmente caótico”, suas esperanças e sonhos para o futuro.

Conte-nos sobre a LESJOUR!, o que inspirou a criação de sua linha de loungewear sustentável?

LESJOUR! estava na minha mente há um tempo. Sempre adorei a ideia de combinações de roupas, são muito práticas, mas já montadas ao mesmo tempo. Durante a quarentena, senti que havia uma lacuna em meu guarda-roupa de algo que fosse aconchegante e prático para ficar horas na frente do meu computador, mas também que fosse fofo, lisonjeiro e chique. Gosto que minhas roupas sejam versáteis; você pode vestir seu LESJOUR! de salto alto e lábio vermelho, ou de tênis surrado. É a roupa que a leva perfeitamente ao longo do dia, sem ter que pensar muito nisso. Nunca quis que o foco fosse a sustentabilidade, para uma nova marca em 2020 que deveria ser apenas um conforto. Quero fazer todo o dever de casa para o consumidor, então ele só precisa se concentrar em ficar bonito e confiar em nós como marca para sermos ecologicamente responsáveis.

Que estilos estão disponíveis na linha de produtos de estreia?

Estamos começando com quatro tops e duas calças, em vermelho (que chamamos de chique!) preto, e um lurex dourado que será lançado em breve a tempo das festas de fim de ano.

De quais fabricações são a LESJOUR!, são roupas feitas de…?

Todas as nossas peças são feitas de ECOVERO, uma viscose renovável feita da polpa de madeira regenerativa plantada localmente em Los Angeles. Tem a sensação da mão em cashmere!

Que outras práticas sustentáveis ​​foram implementadas?

Foi importante para mim minimizar nossa pegada de carbono em todos os aspectos da LESJOUR! Todas as nossas roupas são feitas em Los Angeles, a menos de 5 milhas da minha casa, a partir de um material feito lá. Também fizemos parceria com a Better Packaging Co, administrada por um grupo incrível de mulheres. Todas as nossas sacolas de entrega são feitas de material compostável, e estamos lançando as novas mailers para presente reutilizáveis ​​da Better Packaging Co. Essas mailers não são apenas compostáveis, mas também feitas para serem reutilizadas como embalagens de presentes de Natal. Por fim, evitamos todas as embalagens desnecessárias, como decidimos não usar etiquetas penduradas… queríamos criar algo com o mínimo de resíduos possível.

Como você se mantém criativa e motivada durante esse período de agitação global?

Tento encontrar um equilíbrio entre me manter atualizada e ciente de tudo que está acontecendo e reservar um tempo para me desconectar e cuidar de mim mesma. Ser capaz de focar na LESJOUR! durante um ano sem precedentes foi uma bênção. Como atriz, nem sempre posso estar no comando e no controle de quando posso ser criativa. Mas com a LESJOUR! estou no banco do motorista e posso tomar as decisões criativas sozinha.

Em que outros projetos você está trabalhando atualmente?

LESJOUR! Está definitivamente ocupando a maior parte do meu tempo agora! Eu deveria começar a gravar um filme na Grécia este ano que foi adiado até o próximo verão, então também tenho o luxo de ter mais tempo para me preparar.

Qual é o seu estado de espírito atual?

Alegremente caótica.

Quais são suas esperanças e sonhos para o futuro?

Honestamente, eu realmente espero que Joe Biden ganhe as eleições na próxima semana e alguma graça e ordem sejam trazidas de volta ao governo aqui nos EUA. Espero voltar para a Austrália para ver minha família em breve. Espero que a LESJOUR! cresca e floresça, estou animada para começar a ver nossos clientes em nossas peças e como eles as vestem.

O que você mais aprecia agora?

Estou muito grata por estar saudável, por digitar isso em minha casa ensolarada em Los Angeles e por ter um sistema de apoio tão forte. Comecei a LESJOUR! mais ou menos na mesa da cozinha, e tive a sorte de ter tantos amigos colaborando e me apoiando enquanto eu estava construindo esta marca.

Estou ansiosa para…

Mais algumas idas a praia antes que fique muito frio!

Sucesso! Após o lançamento de sua primeira marca de roupa, Phoebe Tonkin concedeu uma breve entrevista a Harper’s Bazaar, onde ela fala sobre a criação de suas roupas, confira:

Phoebe Tonkin lança sua marca Lesjour!, uma marca de moda nascida na era do lazer comercial

A atriz e embaixadora da Chanel estréia a sua própria marca, que elimina as suposições sobre o que vestir nas chamadas do Zoom.

Se passaram cinco minutos antes que eu tivesse que fazer login em uma chamada do Zoom, e tudo que consegui encontrar foi um cardigã cinza enorme e irregular para vestir por cima da camisa da Minnie Mouse. Nos meses que passei dando entrevistas em casa, ainda não ajustei meu guarda-roupa para nosso novo normal (veja o suspiro coletivo). Conforto é o único fator que levo em consideração ao vasculhar minhas gavetas pela manhã, e sempre esqueço que a variedade de camisetas da Disney que colecionei ao longo dos anos não é a melhor opção para quando tenho que aparecer na tela.

Phoebe Tonkin, no entanto, estava mais do que pronta para nossa videoconferência. Vestida com um cardigã vermelho brilhante, ela enfeitava com joias de ouro ousadas. E eu não fiquei surpreso: a atriz de 31 anos – mais conhecida por seus papéis em The Vampire Diaries e sua série secundária, The Originals – é uma embaixadora da Chanel. Ela também estava ligando de sua casa em Los Angeles para discutir o lançamento da Lesjour!, sua nova marca de moda que é perfeitamente adequada à era dos negócios e do lazer.

Lesjour!, que é uma brincadeira com a frase francesa les jours (“os dias”), começou a se infiltrar na mente de Tonkin há quase dois anos. Depois de mergulhar no ateliê da Chanel e querer começar um empreendimento fora da precária indústria do entretenimento, ela se propôs a criar uma linha que refletisse seu estilo chique e descontraído. Durante a quarentena, ela percebeu que as peças que estava imaginando começaram a se tornar o padrão para quem trabalhava em casa, então ela “puxou o gatilho”.

Junto com o cardigã vermelho de Tonkin, Lesjour! oferece seis conjuntos de calças de malha de perna larga e tops largos, todos feitos de EcoVero, um tecido sustentável feito de polpa de madeira, e vendidos no varejo por $198 a peça. Para Tonkin, as roupas foram feitas para serem usadas sem complicações, todos os dias da semana – daí o nome. Lesjour! elimina o trabalho de adivinhação para encontrar aquela roupa que funcionará para uma variedade de situações: enviar e-mails de trabalho do seu sofá, ir ao supermercado ou – se você for como eu – constantemente atendendo uma ligação no Zoom.

Adiante, Tonkin conta ao BAZAAR.com como fundou a Lesjour! e onde ela vê a marca indo além da pandemia.

Qual é a sua formação em moda?

Eu trabalhei como modelo desde os 17 anos. Minha experiência com a moda foi do outro lado. E através da atuação, eu aprendi muito com todos os designers com quem trabalhei em várias funções. Trabalho com a Chanel nos últimos anos. Pude ir ao ateliê, o que foi um aprendizado incrível.

Como você descreveria seu estilo pessoal?

Sinto que tenho o mesmo estilo pessoal há cerca de 10 anos. Estou feliz apenas com um suéter, jeans e sapatilhas. Eu sinto que sempre tive esse estilo clássico.

De onde veio a ideia da Lesjour!?

Há cerca de dois anos, comecei a ter essa idéia porque uso muitos suéteres. Eu tinha um grande painel no Pinterest com milhares de fotos também. Então, durante a quarentena, puxei o gatilho. Acho que todos estão ficando criativos e pensando no que mais são capazes de fazer. E eu sou principalmente uma atriz. E então isso nasceu de – eu queria ter um pouco mais de controle sobre minha criatividade e controlar meu negócio.

Sempre admirei não apenas atrizes, mas também mulheres de negócios. Acho que Jessica Alba é simplesmente incrível em termos do que ela fez com a Honest Company, trazendo produtos orgânicos para as famílias.

Qual é o uniforme de quarentena ideal?

Eu estava na minha casa, morando com meu namorado, e não tínhamos nenhum espaço real para nos separarmos. Então, eu estava participando da maioria das reuniões no Zoom, apoiando meu computador para parecer que não estava sentado na cama. Todos os dias, eu só queria colocar algo aconchegante, mas que também pudesse funcionar para reuniões profissionais.

Eu queria algo que fosse universalmente lisonjeiro e confortável. Sinto que às vezes sacrificamos a elegância por algo muito estruturado e desconfortável. Eu queria algo que parecesse moletom, que fosse aconchegante e que você pudesse relaxar, mas que também parecesse elegante e elevado para chamadas no Zoom, ou talvez um churrasco socialmente distante, ou um coquetel no pátio de alguém. É onde Lesjour! nasceu, misturando esses dois mundos.

Onde as roupas são feitas?

O que há de ótimo em Lesjour! é que tudo está bastante contido. Eu sabia exatamente como queria que essas peças fossem, então encontrei um fabricante em Los Angeles, que é onde estou morando agora. Não estamos terceirizando tecidos de outros países. Tudo é feito no centro de Los Angeles, cortado no centro de Los Angeles e projetado aqui na minha casa.

Por que é importante que Lesjour! seja uma marca sustentável?

Lesjour! simplesmente tem a mente voltada para a sustentabilidade, mas não queremos que seja uma marca sustentável. Deve ser dado que qualquer marca em 2020 tem esse modelo de negócio. Queremos fazer o dever de casa para o consumidor e para que ele se concentre em encontrar algo em que sinta e tenha uma ótima aparência.

Acho que a qualquer momento, se você está trazendo algo novo ao mundo, especialmente em 2020, você realmente precisa estar ciente de que tecido está usando, que tipo de material está trazendo para uma quantidade já esmagadora de lixo neste planeta . O tecido que estamos usando é chamado EcoVero; é um tecido sustentável feito de polpa de madeira e é super inovador e super regenerativo. E porque toda vez que uma árvore é cortada para este tecido, outra árvore é plantada. Esse é um dos elementos mais importantes para começar minha marca.

Além disso, todas as nossas embalagens são compostáveis. Na verdade, não estamos usando nenhuma etiqueta ou alfinete. Estamos apenas tentando eliminar o máximo possível de resíduos desnecessários. Seja a bolsa interna ou externa, tudo é compostável e reciclável. Então, todo o dever de casa é feito para todos antes.

Como você vê a Lesjour! Avançando?

Existem seis peças, seis estilos e três cores para começar. Então, a cada seis semanas, vamos lançar uma nova cor. O plano é eventualmente mudar os estilos, talvez olhar para tecidos diferentes também, mas comece com essa idéia de conjuntos e ternos. Ele sempre permanecerá como esses conjuntos que você pode misturar e combinar.

Eu queria criar algo que levasse você perfeitamente ao longo do dia e, com sorte, o levará ao longo do dia quando, em um futuro próximo, a pandemia acabar. Você pode usar isso no escritório um dia, quando estivermos todos de volta ao trabalho, depois colocar um par de salto alto e ter um bom encontro à noite com seus amigos ou seu parceiro. Mas por enquanto, durante a pandemia, é mais sobre estar em casa, mas se sentir bem e chique.

Hoje, 29, aconteceu o lançamento da primeira marca de roupas criada pela Phoebe Tonkin intitulada como “Lesjour”, com isso a atriz concedeu uma entrevista para a Forbes, e nós traduzimos para vocês, confira abaixo:

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS – PHOTOSHOOTS > 2020 > LESJOUR
PTB002.jpgPTB001.jpgPTB008~0.jpgPTB006~0.jpg

Phoebe Tonkin queria o uniforme perfeito para trabalhar em casa, então ela mesma o desenhou

À medida que o período de quarentena passava, a atriz e ativista australiana Phoebe Tonkin começou a procurar um uniforme de trabalho caseiro que fosse confortável o suficiente para descansar, sofisticado o suficiente para uma tarefa rápida para uma chamada de negócios no Zoom. Por mais pragmático que isso pareça, sua pesquisa inicial ficou além do que ela realmente precisava para o novo normal de um dia típico de 2020.

Foi então que Tonkin decidiu criar sua própria fórmula de vestuário casual, LESJOUR!, Direto de sua casa em Los Angeles.

“Passou por várias iterações”, explicou Phoebe Tonkin durante nosso bate-papo via Zoom, exibindo uma das novas peças vermelho cereja de sua nova coleção. “Eu sempre me vesti sem esforço e de maneira simples, mas queria encontrar algo ainda mais confortável do que jeans e um suéter. A ideia então floresceu em algo que parecia mais personalizado e elegante do que ficar sentado com um moletom e calças o dia todo. Este uniforme se tornou minha reinvenção do ‘traje de lazer’, um conjunto completo que verifica todas as caixas para a vida durante e após o COVID.”

A linha de produtos de estreia da LESJOUR! Consiste em seis conjuntos de loungewear correspondentes em três cores sólidas: um vermelho vivo, aveia cremosa e o preto essencial. A simplicidade da linha é deliberada, destinada a tornar o ato de se vestir uma tarefa fácil, sem muito em que pensar. “Não gosto de me perder em muitas opções”, explica a designer. “Eu realmente queria me concentrar em formas lisonjeiras que ficassem bem em diferentes corpos e se sentissem confortáveis, criando uma maneira fácil de pensar sobre como se vestir de manhã.” Os estilos permanecerão perenes com novas cores a cada seis semanas – uma cadência de ‘gota’ moderna em comparação com o calendário da moda tradicional.

Quando se trata do processo criativo de Tonkin, ela admite que tinha a si mesma em mente, mas observa que conversou sobre suas ideias com seus amigos (dos quais ela conta com influenciadores e formadores de opinião). “Acho que os quatro designs são universalmente lisonjeiros, mas também contam histórias diferentes”, elabora a proprietária da empresa. A túnica, ela explica, é um pouco mais conservadora do que a blusa do pijama em V profundo, mas ambas podem ser usadas de maneiras diferentes. Ela sugere que a versatilidade das peças se estende além do trabalho em casa e tarefas rápidas – você pode reimaginar esses conjuntos para encontros noturnos, viagens, jantares ao ar livre, pedir tele entrega com Netflix ou até mesmo em uma discoteca no quintal, como uma de suas legendas recentes do Instagram sugere.

Acima de tudo, Phoebe Tonkin queria ter certeza de que sua linha era sustentável e considerava o meio ambiente em todos os processos de produção. Isso também significava manter todos os aspectos da empresa locais. Cada peça da coleção da LESJOUR! É feita de ECOVERO, uma viscose 100% sustentável e lavável feita de polpa de madeira com o toque de cashmere. A marca também colabora com um parceiro ético de fábrica, a Better Packaging Company, que está convenientemente localizada a poucos quilômetros da LESJOUR! em Los Angeles. Todos os pedidos são embalados em embalagens biodegradáveis e reutilizáveis, e as peças são vendidas sem marcas desnecessárias; elas são simplesmente fabricados com etiquetas de tamanho e cuidado.

LESJOUR! faz sua estreia hoje, com cada venda separada por $198 online.

 

Após desfilar para a marca Matteau, da sua amiga, Ilona Harmer, durante a semana de moda da Austrália, Phoebe conversou com a W Magazine e falou sobre moda, trabalhos e muito mais. Confira abaixo a matéria traduzida pela nossa equipe:

Phoebe Tonkin sentiu “pura alegria” desfilando pela primeira vez nas passarelas. 

A Austrália não está em falta em supermodelos, com Miranda Kerr, Gemma Ward, Abbey Lee Kershaw e Elle MacPherson entre muitas superestrelas. Mas no segundo dia da Semana de Moda da Austrália com a coleção de 2020 realizado este ano em Sydney, uma nova estrela em ascensão juntou-se às suas classificações: a atriz Phoebe Tonkin, em seu primeiro desfile. Não foi só apenas um desfile de moda – a atriz de 29 anos chegou na passarela desfilando para seus amigos, Peta Heinsen e Ilona Hamer, em seu primeiro show da marca Matteau. Tonkin juntou-se a um elenco diversificado de modelos, incluindo a australiana nativa Robyn Lawley, que se encaixava perfeitamente com a equipe, sem nenhum sinal de nervos à vista. Aqui, Tonkin fala sobre como foi a sua experiência de estreia nas passarelas, e compartilha suas recentes opiniões sobre moda.

Como você estava se sentindo antes de desfilar?

Eu estava muito animada por Ilona e Peta. A energia nos bastidores foi pura alegria. Todas as meninas se sentiam confiantes e lindas, todos estavam comentando como o show estava calmo. Eu não sou uma modelo, talvez eu devesse me sentir mais nervosa, mas eu estava usando rasteirinhas então imaginei que, desde que eu não andasse pelo caminho errado ou escorregasse, ficaria tudo bem.

O que foi mais surpreendente para você sobre sua experiência na passarela?

Que foi muito rápido! A coisa toda durou apenas seis ou mais minutos! E também como estava tudo tranquilo nos bastidores.

O que você estava pensando enquanto desfilava?

Provavelmente algo completamente não relacionado ao show. Eu estou dirigindo um curta agora então eu estava pensando sobre as lentes de câmera e orçamento de bufê.

Você desfilaria novamente?

Só em rasteirinhas. [Rindo]

Descreva seu estilo em três palavras:

Confortável, relaxado e simples.

O que define o estilo australiano?

Provavelmente semelhante a isso. Nos vestimos de forma prática, que é o que a Matteau encapsula perfeitamente. Somos a favor de roupas que podem nos levar do trabalho para a praia até o bar. Eu diria que geralmente os australianos são descontraídos, e devido ao clima, nós usamos muito algodão e roupa de cama.

Qual é a sua roupa para um dia de folga?

Blue jeans, uma grande camiseta branca e sapatilhas Chanel.

Quem é o seu ícone supremo de estilo?

Carolyn Bessette Kennedy, sempre.

Melhor conselho de moda que você já recebeu?

Vista-se para si mesma, sempre.

Bem mais valioso no seu closet?

Provavelmente as jóias que colecionei ao longo dos anos. Eu tenho um par de Levie’s azuis que Ilona me deu que sempre carrego na bagagem de mão porque morro de medo de perdê-los; eles são a combinação perfeita.

Primeira grande compra de moda?

Isso é tão desagradável, mas quando eu tinha 12 anos, encontrei um bilhete de loteria premiado no chão. Estava em uma área muito ocupada perto de um bar, minha mãe me deixou mantê-lo se não achássemos o dono legítimo. Foi em torno de 100 dólares. Nós voamos para Nova Iorque na semana seguinte para um feriado, e eu gastei em um Cardigã de Casimira grsy DKNY. Eu nem ligava muito para moda, só realmente amei o cardigã. Eu ainda tenho para meus futuros filhos usarem.

Qual foi a última coisa que você comprou?

Um moletom de Lee Mathews! Eu ainda não tirei do corpo. É tão grande e confortável.

Atualmente na sua lista de desejos de compras:

Uma leica!

O maior arrependimento em relação à moda?

A maioria das minhas roupas nos tapetes vermelhos em 2014.

Roupa favorita que já usou no tapete vermelho?

Eu adorei o suéter da Chanel e o Levi’s jeans (uma bolsa jeans) que usei no show da Chanel em cruzeiro há alguns anos. Eu também adorei o vestido de renda vermelha Christopher Kane que usei para a festa da Vanity Fair ano passado.

Momento de moda favorito da cultura pop?

Gwyneth Paltrow oferece excelentes visuais em “De Caso com o Acaso”: as jaquetas de couro, os penteados. Praticamente todo filme de Gwyneth Paltrow daquela época. O cardigã verde e a saia que ela usa em “Grandes Esperanças” é provavelmente uma das minhas favoritas. Eu adoro aquele filme! Além desses, o vestido que Jennifer Conelly usa em “Labirinto: A Magia do Tempo”.

O que tem na sua bolsa?

Garrafa de água reutilizável, minha carteira, gengibre cristalizado e batom Kosas.

Música para ouvir enquanto se prepara?

Hælos ou Alt-J. Depende para aonde estou indo ou com quem estou indo.

Phoebe Tonkin Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D